//Ano de Rute, 2020. É o Ano do Recomeço!
2020 casa-do-pao-recomeco

Ano de Rute, 2020. É o Ano do Recomeço!

Ano de retornar para a Casa do Pão, para o lugar onde a bênção de Deus está.

“…e voltou da terra de Moabe, porquanto, nesta, ouviu que o Senhor se lembrara do seu povo, dando-lhe pão.”

(Rute 1.6)

Elimeleque e sua família deixaram Belém, porque temiam passar privação num momento em que Deus cerrou os céus para o Seu povo. Elimeleque retrata os crentes que abandonam a fé no período de desertos e provas.

Todavia, a partida para terra de Moabe, a desobediência gerada quando saíram da posição, custaram para aquela família perdas irreparáveis. Elimeleque e seus dois filhos, Malom e Quiliom, morreram. Moabe foi uma terra de morte.

Noemi sente o desejo de regressar para a Casa do Pão quando alguém traz as boas-novas de Belém: o Senhor se lembrou do Seu povo. O visitou com pão, alimento, provisão. Em 2020 Deus está da mesma forma se lembrando do povo contemporâneo.

Assim, Noemi toma a decisão mais importante de sua vida: regressar para Belém! As perdas para esta mulher foram grandes: o marido e dois filhos morreram; mas mesmo assim, Deus permitiu que ganhasse duas noras. Noemi não ficou completamente desamparada. A perda não foi total. Nem tudo estava perdido.

Assim, Noemi encabeça um Êxodo, um retorno, um regresso para a Casa do Pão. Chegou o tempo de retornar para o lar. Noemi toma as duas noras e as arrasta consigo.

No retorno para Belém a três viúvas conversam – Noemi libera Orfa e Rute, dando a escolha de voltarem para o passado, para Moabe e seus deuses. Esta opção incluía um um novo casamento com um moabita.

A lição neste momento é que na vida não se pode obrigar ninguém a seguir junto com você para lugar nenhum. Estar na posição da bênção tem que ser uma decisão pessoal.

Orfa, infelizmente, decide pelo prático, pelo mais fácil, por manter-se na mesmice. Assim, a história de Orfa termina aqui, e foi esquecida.

Rute, a moabita, retorna com a sogra e se compromete numa aliança espiritual de cuidado para com uma mulher idosa e, agora, desprovida de qualquer bem material que garantisse o sustento delas. Foi a escolha da fé.

Deus vê a fidelidade e comprometimento de Rute, também enxerga o desejo de Noemi no RECOMEÇO de uma história com Deus. Desta forma, o Senhor prepara uma completa e repentina mudança de sorte na vida destas duas mulheres.

As duas chegaram a Belém. Rute não descansou da viagem – era o tempo da colheita, o princípio da sega (corte, ceifa) da cevada. (Rute 1, 22). Rute “ao acaso” foi colher espigas no campo de Boaz. Este “ao acaso” de Deus vai inspecionar a colheita na fazenda e se depara com aquela jovem tão dedicada.

Rute encantou Boaz. O fato de ser moabita, foi só um detalhe, porque o que ficou gravado em sua história, o que mais comentavam sobre Rute foi a fidelidade, a aliança espiritual, a decisão de abandonar seu povo, sua herança religiosa, para viver debaixo da cobertura do Deus de Israel na Casa do Pão.

Venha viver seu Recomeço na Igreja Cristã Contemporânea, porque quando você estiver no lugar da bênção, nada lhe faltará. Rute foi colher espigas e retornou para casa no mesmo dia com um cesto cheio de cereais, o milagre da provisão.

A aliança espiritual, o estar na Casa do Pão lhe colocou no caminho do resgatador. Boaz, simboliza a figura do próprio Cristo em nossas vidas, que muda toda história, restitui, tira a dor da morte, muda a sorte, dá um futuro abençoado para aquele que escolhe um Recomeço em Sua presença.

Deus tirou Rute de uma condição de miséria, sofrimento e solidão. Fez dela uma mulher amada e uma das mais prósperas de Israel. Rute gerou Obede. Obede foi avô de Davi. Assim, Rute também pertence a genealogia de Jesus Cristo.

O triste passado de Rute foi embora e um Recomeço abençoado se iniciou na Casa do Pão. Ouça as boas-novas da Contemporânea, porque Deus visita este povo com Pão e quer hoje mudar a sua sorte. Volta!

Pastor Marcos Gladstone
Igreja Crista Contemporânea